Mas como eu faço pra descobrir meus talentos?

No post da semana passada, “Será que tenho algum talento?”, eu comecei a falar um pouco sobre como é esse negócio de talentos e habilidades e como saber quais são seus talentos fazem toda a diferença na criação da sua Vida Mais Criativa.

Todo mundo tem pelo menos um talento, algo que você faz muito bem, melhor que os outros, e vem naturalmente pra você, que você aprende sem precisar de muito esforço e muita gente nem sabe que talentos são esses, porque é tão natural que elas acabam achando que aquela habilidade não é um dom.

Ah, e falei ainda, que muita gente confunde talento com paixão, achando que aquela coisa que elas amam fazer é um talento. Mas nem sempre é assim. Pode ser que as duas coisas se confundam, mas pode ser também que o que você ame fazer não seja uma habilidade inata sua.

Se você quer criar a sua própria Vida Mais Criativa, você precisa identificar seus talentos, suas paixões e como você pode juntar os dois pra criar um trabalhar só seu, identificando o que outras pessoas vão querer e o que vai dar dinheiro pra você.

Por isso achei importante esse post de hoje e, como prometido, eu trouxe um montão de perguntas para lhe ajudar a descobrir seus talentos pra começar nessa busca tão essencial pra nossa vida.

Vamos  lá?

O que está dentro de você?

Quando a gente quer criar o nosso próprio estilo de vida e um trabalho que faça sentido pra gente, não faz nenhum sentido a gente começar por fora, certo?

Não adianta você querer descobrir o que faz sentido pra você olhando pros outros, pra estilos vida, sonhos, trabalhos e talentos de outras pessoas.

É preciso se conhecer, se descobrir e achar aquilo que faz todo sentido pra você, mesmo que outras pessoas não entendam de primeira.

Vamos fazer algumas perguntas pra você saber o que você está dentro de você?

  • Qual estilo de vida você quer ter?
  • Em que ambientes você se sente bem?
  • Com que pessoas você sente bem e inspirado?
  • Que assuntos, temas e conversas lhe empolgam?
  • O que chama a sua atenção, que atividades, coisas, temas e pessoas lhe saltam aos olhos?
  • No que você gosta de ajudar outras pessoas?
  • O que você faz, lê, aprende e ajuda outras pessoas sem reclamar?
  • O que lhe motiva?
  • Quais são seus verdadeiros sonhos?
  • Sobre quais temas e assuntos são a maioria dos seus livros, revistas e programas de TV que assiste e sites que visita na internet?
  • Quais tipos de pessoas famosas e bem sucedidas lhe inspiram? Artistas, cantores, atores, empreendedores, pessoas de negócios, palestrantes, advogados, médicos, engenheiros, youtubers, bloggers, instagrammers, viajantes profissionais?
  • Se pudesse escolher agora mesmo um trabalho que existe por aí pra você fazer, qualquer um, qual você escolheria?
  • Que coisas você gosta de comprar?
  • Quais brincadeiras você gostava quando era criança?

06.22 - 02

O que você faz naturalmente?

Um talento nada mais é do que um dom, algo que você faz muito bem e de forma natural. Sabe aquela coisa que você simplesmente sabe fazer? Aquela coisa que você aprende muito facilmente?

É algo que você sabe o que fazer, como fazer, o porquê de fazer aquilo, você aprende as técnicas e as funções sem precisar se esforçar demais pra isso. E, ainda assim, o resultado fica ótimo e outras pessoas elogiam seu trabalho.

É uma habilidade, algo que você faz que vem de forma natural pra você, que muitas vezes você nem percebe o tempo passar ou o esforço que você faz pra isso.

Aqui estão algumas perguntas pra você mapear todas as suas habilidades. Lembre: não há resposta certa, nem quantidade de respostas – escreva o tanto que você achar necessário!

  • O que você faz que as vezes até perde a noção do tempo?
  • O que você faz tão naturalmente que nem percebe que lhe deu trabalho ou tomou seu tempo?
  • O que você faz pra outras pessoas de graça?
  • O que você aprende com facilidade?
  • No que você quer ser bom?
  • Que atividades você não cansa de fazer?
  • No que outras pessoas pedem a sua ajuda?
  • Que atributos seus outras pessoas elogiam?
  • O que você simplesmente sabe fazer, que você lembra como aprendeu?
  • Que tipo de atividade você aprende com facilidade?
  • Que coisas, temas, pessoas, atividade fazem seus olhos brilhares e lhe empolgam?
  • O que você gosta de fazer no seu tempo livre?
  • O que você faz no seu dia a dia que não lhe incomodam?
  • Há alguma coisa que outras pessoas pedem pra você pra você ensinar a elas?
O que você ama?

Ao mesmo tempo que você descobre seus talentos, dons e habilidades, você pode descobrir suas paixões e o que você ama fazer.

Na maioria das vezes, os dois conjuntos coincidem – o que você ama fazer também é uma habilidade sua.

Mas pode ser que você encontre habilidades que não são necessariamente paixões suas, não são necessariamente coisas que te empolgam ou que você ama fazer. E pode ser que você encontre coisas que você goste de fazer que não são habilidades naturais suas.

Por isso, é importante prestar bastante atenção em como você se sente ao responder às perguntas desse exercícios, para que você não deixe passar nenhum talento seu, só porque é algo que você não goste tanto de fazer.

Responda às perguntas a seguir pra descobrir suas paixões e o que te empolga:

  • Quando você está em uma livraria, qual a seção você sempre visita? Se você entra em uma livraria e não tem essa seção ou tem poucos livros, você fica chateado?
  • Quais tipos de sites você visita diariamente?
  • Sobre o que você sempre está sempre atualizado?
  • Sobre o que você sempre fala e sempre traz para as conversas?
  • Quais revistas você lê sempre?
  • Quais programas de TV você acompanha e sempre assiste?
  • Que atividades e coisas você sempre pensa: será que isso dá dinheiro?
  • Que tipos de negócios e empresa lhe interessam?
  • Quais tipos de negócios lhe inspiram quando você descobre que alguém tentou aquilo?
  • Quem são as pessoas famosas que lhe influenciam? De que meio eles são?
  • Que atributos você gosta em outras pessoas?
  • No que você gosta de ajudar outras pessoas?
Mas, e agora?

Agora que você descobriu o que tem dentro de você, o que você sabe faz e o que você ama, qual o próximo passo?

Agora você tem dois trabalhos, se quiser realmente viver com propósito e ter sua própria vida criativa e o trabalho dos seus sonhos: exercitar e desenvolver seus talentos.

Nenhum talento, sem exercício, vai se manter sozinho. É preciso que você continue exercitando suas habilidades, para que se mantenha sempre atualizado e para que essa habilidade continue sendo um ponto forte seu.

É preciso também desenvolver e ampliar seus talentos, para que eles cresçam e sejam sempre úteis a você. Desenvolver seus dons é transformá-los em algo que possa ajudar outras pessoas, algo que mude e impacte o mundo, que também seja uma forma de melhorar seus pontos fracos e que seja capaz de resolver problemas e criar soluções.

Então, vamos em frente pra descobrir nossos talentos? Quando fizer o exercício, deixa um comentário compartilhando seus resultados e o que você descobriu sobre você mesmo!

*Esse texto foi criado a partir de várias referências, entre elas: Coach Juliana Garcia, Negócio de Mulher, Paula Abreu, Rafa Cappai.

  • Pingback: Mas dá mesmo pra viver do que amo? | Vida Mais Criativa()

  • Daiana

    Eu amei esse post! Foi o mais completo que eu já vi em todas as minhas pesquisas! Muito obrigada! Você me ajudou bastante. Esse foi o primeiro post que eu vi no seu blog, mas com certeza não será o último. :*

    • Obrigada Daiana!! Fiquei tão feliz com seu comentário! Jájá o site está de volta com conteúdo ainda mais legal! Espero que continue a visitar! =**

  • antisexo

    Não gosto de nada, logo, nada sou